Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Desenvolvimento Social
2º Curso de Família Acolhedora é lançado com 11 inscrições

Publicado em 13/05/2022 às 14:19 - Atualizado em 13/05/2022 às 17:29

O primeiro de sete encontros do 2º Curso de Família Acolhedora de Capivari de Baixo ocorreu na noite desta quinta-feira (12). O ato contou com a presença de representantes do Executivo, Legislativo e Judiciário, além de 11 famílias que buscam a habilitação.

 

O prefeito, Dr. Vicente Corrêa Costa e a vice-prefeita, Márcia Roberg Cargnin, participaram do evento de lançamento e reforçaram a importância do serviço junto à Secretaria de Desenvolvimento Social. Para o titular da Pasta, o secretário Valtemir Aguiar Feliciano, o Temica, houve muito envolvimento da comunidade na divulgação deste curso, o que resultou em 11 inscrições efetivas. “Esperamos que todo este público conclua o curso e, assim, sejam formadas novas famílias acolhedoras. O lar é temporário, mas o amor dura para sempre”, enaltece.

 

O psicólogo Luís Claiton Medeiros Ehlers,  servidor da Prefeitura de Içara que atua na Proteção Social Especial de Alta Complexidade (Pseac), ministrou palestra neste encontro inicial da turma. O município da região da Amrec é considerado um case no Serviço de Acolhimento Social (SAF).

 

Em 2021, uma equipe de Capivari de Baixo esteve na cidade visitando lares que abriram suas portas a crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. “Há mais de duas décadas, estamos nesta luta, que é proporcionar novas oportunidades. Hoje, conseguimos estender este acolhimento-limite para pessoas até 21 anos, antes era 18 anos, o que já é mais um avanço. Este tipo de situação envolve muitas pessoas, é delicado, mas o maior prêmio é possibilitarmos dignidade a este público”, resume Luís Claiton.

 

A coordenadora do SAF em Capivari, Maira de Souza, explica que o objetivo central é conquistar novas chances ao grupo que hoje vive no Abrigo Institucional. Ano passado, uma adolescente de 15 anos teve esta oportunidade por meio do Serviço, sendo a primeira na história do município.

 

O curso é ministrado no Centro de Convivência da Terceira Idade e prossegue até 7 de junho. Serão sete encontros e formatura. As novas famílias acolhedoras terão aulas com assistentes sociais, psicólogos, médicos e juristas. No dia 31 de maio (5º encontro), o Dr. Vicente, que é pediatra, será o facilitador. Ele falará dos cuidados e prevenção à saúde das crianças e adolescentes acolhidos.

 

O Serviço de Família Acolhedora é federal e tem aval de todos os órgãos jurídicos e públicos ligados à área, como MP e Conselho Tutelar. É um trabalho conjunto, porém a responsabilidade direta de acompanhamento é da municipalidade. É uma ação coordenada pelo Ministério da Cidadania, que oferece alternativa à criança ou ao adolescente retirado de casa por medida protetiva, em razão de diferentes tipos de violência ou violações de direitos.

 

Programação do curso:

• Encontro 1: Dia 12/05/2022 - (concluído)

Tema 1: Contextualização do Serviço de Acolhimento Familiar; Leis Municipais do Serviço (Lei nº 1998/2019 e

Lei nº2102/2021; A gestão do subsídio financeiro recebido.

Facilitadora: Maira de Souza (Assistente Social e Coordenadora do SAF)

Tema 2: Troca de experiências com o Serviço de Acolhimento Familiar do Município de Içara.Facilitadores:

Claiton (Coordenador e Psicólogo do Serviço) e Micheline (Assistente Social)

 

• Encontro 2: Dia 17/05/2022

Tema 1: Contextualização do Acolhimento No Brasil; Processo de Acolhimento, destituição, reintegração e adoção.

Facilitador: Larri Padilha Viega (Assistente Social Forense da Comarca de Capivari de Baixo e Urussanga)

Tema 2: Operacionalização jurídico-administrativa do Serviço e particularidades deste.

Facilitadora: Marta Wendhausen (Procuradora-Geral de Capivari de Baixo)

 

• Encontro 3: Dia 19/05/2022

Tema 1: A trajetória da Proteção de Crianças e Adolescentes no enfrentamento das violências.

Facilitadora: Saray Batistella (Psicóloga e Coordenadora do Creas do município)

Tema 2: Direitos e Deveres da Criança e do Adolescente e a proteção integral (ECA)

Facilitadora: Louizi Cristina Eich (Conselheira Tutelar do município)

 

• Encontro 4: Dia 25/05/2022

Tema 1: O papel da Família Acolhedora, da equipe técnica e da família de origem, fortalecendo a convivência familiar e comunitária; Novas configurações familiares e a realidade das famílias em situação de vulnerabilidade social.

Facilitadoras: Tatiana da Silva Fernandes (Psicóloga e Coordenadora do SAI) e Maira de Souza (Assistente Social e Coordenadora do SAF);

Tema 2: Apego e Desapego, com capacidade de lidar com a separação e motivação para a função; A importância do vínculo afetivo.

Facilitadora: Priscila Schwinden (Psicóloga)

 

• Encontro 5: Dia 31/05/2022

Tema 1: Cuidados e prevenção quanto à saúde das crianças e adolescentes acolhidos.

Facilitador: Dr. Vicente Corrêa Costa (Médico Pediatra e Prefeito de Capivari de Baixo)

Tema 2: Etapas do desenvolvimento da criança e do adolescente (características, desafios, comportamentos típicos, fortalecimento da autonomia, desenvolvimento da sexualidade), brincadeiras e jogos adequados para cada faixa etária, exploração do ambiente, formas de lidar com conflitos, a importância das regras e limites, entre outros.

Facilitadora: Tatiana da Silva Fernandes (Psicóloga e Coordenadora do SAI)

 

• Encontro 6: Dia 02/06/2022

Tema 1: Especificidades do acolhimento de adolescentes.

Facilitadora: Santina Pereira Muniz (Psicóloga Clínica e Coordenadora do Serviço de Acolhimento Institucional de Criciúma “Associação Beneficente Nossa Casa”)

Tema 2: Comportamentos frequentes observados entre crianças e adolescentes separados da família de origem, que sofreram abandono ou outras violações; Mediação de conflitos e práticas restaurativas.
Facilitadora: Karine da Silva Claudino Gaidzinski (Psicóloga)

 

• Encontro 7: Dia 07/06/2022

Tema 1: Práticas educativas, como ajudar a criança e o adolescente a conhecer e a lidar com sentimentos, fortalecer a autonomia e contribuir para a construção da identidade, além das técnicas de rotina e tolerância.

Facilitadora: Vanessa Berti (Psicóloga clínica, Esp. em Psicopedagogia Clínica e Institucional e Esp. em Terapia Cognitivo-Comportamental e aplicabilidade nas psicopatologias)

Tema 2: Troca de experiências com uma Família Acolhedora do município.

Facilitadores: Fabrícia Martins da Silveira.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar