---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

administracao
Paço Municipal passa a contar com plataforma elevatória

Publicado em 06/11/2019 às 16:23 - Atualizado em 06/11/2019 às 16:23

Cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida passam a contar a partir de hoje (06) com uma plataforma elevatória no prédio central da Prefeitura de Capivari de Baixo. O equipamento permitirá às pessoas nestas condições terem acesso ao segundo piso do Paço Municipal, onde estão os gabinetes do prefeito e do vice, além de outras repartições, o que até hoje foi possível somente pela escada. A acessibilidade ao primeiro pavimento já existe em todas as três entradas: uma central e duas laterais. O equipamento custou R$ 44,5 mil e a instalação ocorreu na última semana.

O aluno da Apae e cadeirante João Cruz, muito conhecido no município, foi o primeiro a usar a plataforma, acompanhado por um servidor da Prefeitura. Apesar da grande dificuldade de falar em razão de sua deficiência, fez questão de agradecer à administração por esta medida inclusiva. Ana Carolina da Cruz Fermino, a Aninha, também aluna da Apae foi a segunda subir. Ambos os cadeirantes já conheciam o segundo piso da Prefeitura, porém, na ocasião isso só foi possível por terem sido carregados por terceiros.

Além deles, foram convidados para o ato integrantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, que é presidido pelo servidor e atleta paraolímpico Ezequiel de Souza Correa, o Zico e o presidente da Apae, Hamilton Gomes de Souza.

Seu Otacílio, que completa neste mês 101 anos de vida e é possivelmente a pessoa mais idosa do município também foi convidado, junto com sua esposa, para conhecer a plataforma. Se bem que seu Otacílio, segundo destacou em tom de brincadeira o prefeito Nivaldo de Sousa, tem vitalidade maior do que a do próprio prefeito, que é 40 anos mais jovem e nem vai recorrer à plataforma quando voltar à Prefeitura. “Estamos atrasados? Sim, estamos, afinal o município está emancipado há 27 anos e ninguém até então tinha tomada uma atitude em relação a dar acessibilidade aos cadeirantes, idosos, enfim, às pessoas com mobilidade reduzida. É uma obrigação nossa, mas mesmo assim quero dizer que estou muito feliz em poder deixar este legado para estas pessoas”, disse o prefeito.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar