Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

tributos
Refis 2021 passa a valer a partir desta quinta-feira (19), em Capivari de Baixo

Publicado em 19/08/2021 às 20:08 - Atualizado em 19/08/2021 às 20:36

A Lei complementar nº 2095-2021, que concede incentivo à regularização fiscal (Refis), foi homologada nesta quinta-feira (19) em Capivari de Baixo, após sanção do prefeito Dr. Vicente Costa e sua publicação no Diário Oficial dos Municípios (DOM). 

 

A agora Lei, então PL de autoria do poder Executivo aprovada na Câmara de Vereadores na última segunda-feira (16), tem vigência até o fim do ano, e possibilita o parcelamento e anistia total e parcial de juros e multas aos débitos tributários inscritos em dívida ativa, ajuizadas ou não.

 

Todos os contribuintes capivarienses são beneficiados e agora podem optar em parcelar ou quitar suas dívidas por meio de cota única, com remissão total de multa de mora e dos juros incidentes sobre os créditos tributários existentes, ou em até 12, 24 ou 36 parcelas iguais e mensais.

 

A solicitação precisa ser feita presencialmente no Departamento de Tributos, Cadastro e Fiscalização, anexo ao Paço, na avenida Ernani Cotrin , 187, Centro, das 7 às 13h. Não há necessidade de agendamento. A diretora do Departamento, Larissa Schotten Nascimento, exemplifica que esta lei autoriza o parcelamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), Alvarás e Imposto Sobre Serviço (ISS), dentre outros tributos. “É importante que o cidadão saiba que a validade é para até o fim deste ano, no entanto, é relevante que o munícipe procure o nosso setor para agilizar o atendimento”, resume.

 

Documentos necessários

• Pessoa Física: documento de identidade; Cadastro de Pessoa Física; comprovante atualizado do domicílio, e, se por representante, procuração particular ou pública com poderes para opção do parcelamento; 

 

• Pessoa Jurídica: documento do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) atualizado; Instrumento Contratual ou Estatuto Social; Ata de Eleição; documentos da pessoa física que se refere o inciso I, para o administrador ou responsável legal e, se por representação, procuração particular ou pública com poderes para opção do parcelamento.

 

Confira abaixo a Lei completa: